Senhoras e senhores,

Hoje trago um recurso muito interessante que podemos fazer com máquinas virtuais no Sistema Operacional da Microsoft: Dual Boot utilizando VHDs.

Isso mesmo! Você vai ligar seu computador, e invés de rodar o S.O que você tem instalado, irá subir uma máquina virtual.

Pré-requisitos

Vou supor que você tenha o Windows 8 instalado na sua máquina e tem uma ISO do Windows 10 para fazer um Dual-Boot e testar as funcionalidades do novo sistema da Microsoft.


Criando a imagem do Windows 10

A primeira coisa que você vai fazer antes de tudo, é criar uma imagem do Windows 10 para deixá-la apta ao dual-boot. Esta imagem deverá ser criada no formato “.vhd” ou “.vhdx”.

Temos duas formas de criar esta imagem:

1 – Você pode usar algum gerenciador de máquinas virtuais (Recomendo o Hyper-V).

2 – Criar um VHD no Gerenciador de discos (diskmgmt.msc) da sua máquina e instalar o S.O neste novo disco virtual que foi criado.

Recomendo usar a opção 1, então usaremos ela para explicação.


Criando VHD do Windows 10

1 – O primeiro passo é criar uma Virtual Machine no Hyper-V, conforme imagem abaixo:

Criando máquina virtual no Hyper-V.

Criando máquina virtual no Hyper-V.

2 – No passo seguinte, devemos escolher o nome da máquina virtual. No meu caso escolhi “Windows 10”.

Nomenclatura da máquina virtual.

3 – Depois, devemos escolher o “Generation” da máquina virtual. No nosso caso, a opção 1 atende muito bem.

4 – Em seguida, devemos escolher a quantidade de memória RAM que nossa máquina irá rodar. Este passo é importante para quem irá rodar apenas a VM no Hyper-V, mas no nosso caso podemos escolher apenas a quantidade de memória necessária para que consigamos instalar o Windows 10. Eu escolhi 2048MB.

5 – No passo abaixo devemos selecionar a conexão de rede em que a máquina irá conectar. Como não criamos e também nem precisaremos de conexão com a Internet, podemos deixar como padrão.

6 – Esta tela é muito importante, pois teremos o local em que nossa máquina será criada. No caso: C:UsersPublicDocumentsHyper-VVirtual Hard Disks e também escolhemos o tamanho da máquina, eu escolhi 50GB.

7 – No último passo, podemos escolher para instalar o S.O depois, instalar através de CD/DVD ou ISO. Como eu tenho uma ISO de Windows 10 na minha máquina, escolhi instalar pela ISO.

Bem, após todos estes passos, ao ligar a máquina devemos instalar o Windows 10. A instalação deve ser feita como se fosse outra qualquer.

Quando estiver instalada e configurada conforme você deseja, passamos para os passos mais importantes: Preparar a máquina para o dual-boot e configurar o menu de inicialização.


Preparando a máquina para dual-boot

Conforme o passo 6, lembre-se que nossa máquina foi criada no caminho C:UsersPublicDocumentsHyper-VVirtual Hard Disks, então agora devemos fazer o seguinte:

1 – Abrir o gerenciador de discos (diskmgmt.msc), clicar em Action, depois Attach VHD.

2 – Na opção seguinte, clique em “Browse”, selecione o VHD e clique em “Open”.

3 – Note que será criado o Disk 2, já com as partições G: e F: do Windows 10.

Você também poderá visualizar através do Meu computador.

Com isso a máquina está pronta para ser bootada através do computador.

Devemos agora apenas configurar o Menu de inicialização do Windows, para que ele “pergunte” ao usuário qual sistema operacional ele irá inicializar.


Preparando o Windows

1 – Para isso, devemos abrir o CMD como administrador e rodar os comandos:

Este irá configurar o Windows no menu:

bcdboot g:Windows

Este irá habilitar a máquina para rodar o VHD:

bcdedit  /set hypervisorlaunchtype auto 

Note que a partição “g:” é a que foi alocada para o Windows 10 no meu computador conforme o passo 3, mas no seu caso pode ser outra partição.

2 – Antes de reiniciar a máquina, temos 2 formas de visualizar se o Windows 10 está realmente configurado no Menu. Uma delas é abrir o CMD como administrador e rodar o comando bcdedit.

Note que o identificador {default} é o VHD do Windows 10, pois no item device você consegue identificá-lo:

“vhd=[C:]UsersPublicDocumentsHyper-VVirtual Hard DisksWindows10.vhdx”.

O identificador {current} é o sistema operacional que você está rodando atualmente.

3 – Outra forma de visualizar é rodando o comando msconfig no Executar, e abrindo a opção Boot. Você terá esta tela abaixo, que é exatamente o que você viu nos comandos de bcdedit, porém na interface gráfica. No meu caso aparece o Default e o Current como Windows 10, porque eu estava usando o Windows 10 e criei o VHD também de Windows 10.


Outros comandos:

Alterar a descrição “Windows 10” principal e default:

Principal: bcdedit /set description "Nova descrição aqui"
Default: bcdedit /set {default} description "Nova descrição aqui"

Outros comandos vocês podem visualizar neste link.


Conclusão

O que você acha de poder fazer dual-boot com uma máquina virtual? Essa opção do Windows é muito interessante para quem deseja testar novas funcionalidades, ferramentas, sem perder o desempenho da máquina e o melhor: Sem “dar pau” no Sistema Operacional hospedeiro.

Se você tiver comentários, informações ou dúvidas para compartilhar sobre este tópico, por favor, entre em contato conosco nos comentários abaixo.

Posted by Gabriel Moraes

Criador e mantenedor do blog. Atuo na área de suporte à 4 anos e curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas.